DESTAQUES

14 de mar de 2012

Airbag e reação de decomposição


Airbag e reação de decomposição




A reação presente no airbag produz gás nitrogênio e silicato alcalino. 
Airbag é um dispositivo destinado a proteger motoristas e passageiros em caso de colisão. Para haver um perfeito funcionamento, o sistema envolve os seguintes mecanismos: 

- sensores localizados na parte frontal do veículo; 

- um dispositivo onde há substâncias químicas que reagem entre si quando recebem um impulso elétrico; 
- uma bolsa plástica que fica acondicionada dentro do ponto central do volante de direção. No caso do passageiro, a bolsa está localizada no painel logo acima do porta-luvas. 

Mas como a bolsa plástica se enche subitamente no caso de uma colisão? E de onde vêm os 70 litros de ar que faz inflar o saco antes da colisão? Na verdade, se trata de um gás que provém de uma reação química de decomposição. Veja como funciona: 

Airbag é formado por um dispositivo que contém a mistura química de NaN3 (azida de sódio), KNO3 e SiO2 que é responsável pela liberação do gás. Esse dispositivo está acoplado a um balão que fica no painel do automóvel e quando ocorre uma colisão (ou desaceleração), os sensores localizados no pára-choque do automóvel transmitem um impulso elétrico (faísca) que causa a detonação da reação. Alguns centésimos de segundo depois, o airbag está completamente inflado, salvando vidas, veja as equações do processo: 

1. NaN3 → 2 Na + 3N2 

2. 10 Na + 2 KNO3 → K2O + 5 Na2O + N2 

3. K2O + Na2O + SiO2 → silicato alcalino 

A reação produz gás nitrogênio e silicato alcalino. 

Os Airbags complementam a função dos cintos de segurança, agindo conjunta e simultaneamente com o objetivo de reter o movimento dos ocupantes para frente em fortes colisões, eles fornecem uma proteção adicional reduzindo os riscos de ferimentos na cabeça e no tórax.
Por Líria Alves, Graduada em Química
Equipe Brasil Escola

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...